4 de maio de 2010

Os Relógios que guardam a História

A Maison Romain Jerome, uma relojoaria suíça criou um novo relógio chamado o Titanic DNA, que usa partes do navio real na sua construção. O watchface tem um mostrador preto, graças a uma pintura de laca feitos com carvão recuperado dos destroços e do alojamento Será composto de metais preciosos, como platina, além de aço adquiridos a partir do que sobrou do navio.


Outro relógio magnífico,foi criado com fragmentos da nave Apollo XI,e também possui uma estrutura mineral contendo poeira lunar. ( Abaixo)

Este relógio teve inspiração na erupção do vulcão islandês Eyjafjallajoekull  que provocou recentemente um caos aéreo mundial, que afetou diversos países, inclusive o Brasil.
Inspirado na problemática, a empresa criou um relógio cujo mostrador é constituído de poeira e de uma pequena pedra do vulcão islandês. 
 A peça vem acompanhada de um certificado que comprova a autenticidades dos artefatos que compõem o relógio. 

Com um pouco mais de ousadia, decidiram utilizar o material proibido -  coprólito" (termo utilizado em paleontologia para designar os excrementos fossilizados), a antimatéria por excelência com mais de 100 milhões de anos.
 
O relógio que contém fezes fossilizadas de dinossauros foi apresentado na feira de joias Baselworld, em Basel-Suiça.

 A matéria fecal utilizada, proveniente de um dinossauro herbívoro cuja espécie não foi determinada, serve de fundo branco nacarado, com riscados cinza e laranja, sobre o qual se destacam dois ponteiros negros.
Cada exemplar, vendido por 12 mil francos suíços (US$ 11.200), é único e possui certificado.
Yvan Arpa, o designer da Maison diz que pensa de maneira diferente e quer desconstruir o mundo tradicional da relojoaria.

Qual será a próxima catastrofe  ou grande feito a inspirar Jerome?

Um comentário:

  1. Que legal!!!! Adorei o relógio vulcânico rsrsrsrs.... Mas o coprolito passo adiante!! Rsrsrsrs

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...